Estudo Experimental da Otimização em Sistemas de Mamografia Digital CR e DR

Alessandra Maia Marques Martinez Perez, Martin Eduardo Poletti, Alessandra Tomal, Paula Duarte Correia, Renato Paciência, Marcia Carvalho Silva

Resumo


O recente avanço da mamografia digital no Brasil como ferramenta de rastreamento do câncer mamário e as evidências de outras condições de otimização, quando comparadas à mamografia tela filme, requerem que novos parâmetros de qualidade sejam incluídos e estudados, bem como que as condições de otimização sejam revistas. Este trabalho visou a determinar a técnica radiográfica otimizada para dois sistemas de detecção (CR e DR) em uso em três unidades de mamografia: Mammomat 3000 Nova (Siemens), Senographe DMR (GE) e Senographe 2000D (GE). A otimização foi conduzida para diferentes fatores técnicos e configurações de simuladores de mama, tais como valores de kilovoltagem (26 a 32 kV), combinações anodo/filtro (Mo/Mo, Mo/Rh e Rh/Rh), material simulador de mama de várias espessuras (2 a 8 cm) e lesões simuladas como massas e calcificações, usando uma figura de mérito (FOM) como parâmetro. As combinações anodo/filtro que proporcionaram os maiores valores de FOM foram Mo/Rh para o equipamento da marca Siemens e Rh/Rh para ambos os equipamentos da marca GE, correspondentes aos espectros mais energéticos de cada unidade. Foi observada ainda uma tendência de aumento do kV que maximiza FOM com o aumento da espessura.

Palavras-chave


mamografia digital; qualidade de imagem; figura de mérito; otimização técnica; redução de dose.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29384/rbfm.2017.v11.n2.p11-15

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Brasileira de Física Médica

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia