Comparação da técnica de radioterapia em arco modulada volumetricamente (VMAT) em relação à técnica de radioterapia de intensidade modulada (IMRT) para tumores de próstata e cabeça e pescoço

Érika Yumi Watanabe

Resumo


As técnicas de radioterapia vem sendo constantemente modificadas com a implementação de novas tecnologias visando aumentar a eficiência e diminuir a toxicidade dos tratamentos com radiação ionizante. Esse trabalho visa comparar as técnicas de radioterapia de intensidade modulada (IMRT) e a radioterapia em arco modulada volumetricamente (VMAT) em termos dosimétricos para o alvo e órgãos em risco além de avaliar a diferença do tempo de tratamento utilizando cada técnica. Para assegurar que os planejamentos seguiriam um padrão aceitável para ambas as técnicas, realizou-se primeiramente os planejamentos sugeridos pelo TG 119 da Associação Americana de Física Médica e compatibilidade dos resultados obtidos comparados com os dados da literatura. Tal comparação permitiu prosseguir para uma próxima etapa que consistiu da utilização de imagens de pacientes reais que foram submetidos a tratamentos de próstata e cabeça e pescoço, para a realização dos planejamentos utilizando as técnicas de IMRT e VMAT. A qualidade dosimétrica dos planejamentos utilizando ambas as técnicas foi avaliada em termos de conformidade e homogeneidade da dose no alvo e para os casos de pacientes com câncer de próstata, foram investigados os limites de dose em reto, bexiga e cabeça de fêmur, sendo avaliada a associação entre o volume de intersecção de reto e bexiga com o alvo. Para os   casos de pacientes com câncer de cabeça e pescoço, em termos dos limites de dose em medula, tronco cerebral e parótidas. Os planejamentos nos quais fez se uso da técnica de VMAT apresentaram valores semelhantes aos dos planos de IMRT. A análise dos tempos de tratamento para cada técnica avaliada mostrou que a VMAT reduz significativamente o tempo, até 67% para os casos de pacientes com câncer de próstata e até 36% para os casos de pacientes com câncer de cabeça e pescoço.

Palavras-chave


dose máxima permissível; neoplasia da próstata; neoplasias de cabeça e pescoço; planejamento da radioterapia assistida por computador; radioterapia; radioterapia de intensidade modulada

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 USP

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia