O Programa Nuclear Brasileiro e a Física Médica no Brasil

  • Odair Dias Gonçalves

Resumo

O uso de processos nucleares ou radioativos na Medicina é anterior ao grande desenvolvimento da energia nuclear que ocorreu a partir da Segunda Guerra Mundial. Entretanto, impulsionado por esse progresso, o desenvolvimento de novas técnicas nucleares e o crescimento cada vez maior de sua utilização ocorrem concomitantemente. O mesmo acontece para o Brasil. O que não ocorreu simultaneamente foi a evolução dos procedimentos de segurança de modo a garantir a minimização dos riscos que, em todo o mundo, surgem primeiro na área de energia e apenas em décadas posteriores na Medicina. A evolução das duas vertentes, médica e energética, é abordada neste artigo, no qual se procura fazer uma breve análise do atual Programa Nuclear Brasileiro e suas consequências na área médica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Gonçalves, O. D. (2015). O Programa Nuclear Brasileiro e a Física Médica no Brasil. Revista Brasileira De Física Médica, 3(1), 151-156. https://doi.org/10.29384/rbfm.2009.v3.n1.p151-156
Seção
Artigo Original