Análise da heterogeneidade de dose em radioterapia adjuvante após tratamento cirúrgico de casos de câncer de mama

Autores

  • Bruna E. Grechi
  • Ana Paula Schwarz
  • Adriano Teston
  • Joanilso S. Rodrigues

DOI:

https://doi.org/10.29384/rbfm.2013.v7.n3.p133-137

Resumo

Levando em consideração que os sistemas de planejamento radioterápicos reconhecem todas as estruturas do corpo com a mesma densidade (d=1 g/cm³), variações na densidade eletrônica dentro da área irradiada, como é o caso de pacientes que são submetidas a processos de reconstrução mamária e utilizam expansores de tecidos, poderão influenciar a distribuição de dose no tratamento, podendo gerar heterogeneidades que não são mensuradas, alterando a real distribuição nos tecidos sadios ou no volume alvo a ser irradiado. Através do cálculo de distribuição de dose dos algoritmos do sistema de planejamento XiO® (Fast FourierTransform, Convolution, Superposition, Fast Superposition e Clarkson), quando se utiliza correção de heterogeneidade entre tecidos de diferentes densidades, obtivemos uma relação percentual do aumento de dose nas estruturas de interesse, e da quantidade de dose absorvida pelos órgãos sadios adjacentes ao volume alvo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Grechi, B. E., Schwarz, A. P., Teston, A., & Rodrigues, J. S. (2015). Análise da heterogeneidade de dose em radioterapia adjuvante após tratamento cirúrgico de casos de câncer de mama. Revista Brasileira De Física Médica, 7(3), 133–137. https://doi.org/10.29384/rbfm.2013.v7.n3.p133-137

Edição

Seção

Artigo Original