Caracterização dosimétrica do dosímetro PTW Seven29 e Octavius Phantom para controle de qualidade em IMRT

  • Leandro R. Gonçalves
  • Ângela B. Habitzreuter
  • Gabriela R. Santos
  • Érica Y. Watanabe
  • Marco A. Silva
  • Gisela Menegussi
  • Laura N. Rodrigues

Resumo

Técnicas como IMRT, VMAT e Tomoterapia têm sido bastante utilizadas com a finalidade de conformar melhor a dose no alvo, poupando órgãos sadios adjacentes. A complexidade dessas técnicas promove o desafio de uma correta verificação independente da dose. Detectores matriciais têm sido utilizados para tanto. No entanto, a fim de se conhecer o dosímetro e suas limitações, medidas de caracterização são necessárias. Tais dosímetros podem, por exemplo, apresentar dependência angular. Objetos simuladores foram desenvolvidos de forma que, ao serem utilizados com os detectores planares, a dependência angular seja eliminada. Este trabalho teve como objetivo caracterizar o dosímetro PTW Seven29, bem como estudar sua utilização em conjunto com o objeto simulador Octavius Phantom (PTW). O detector mostrou-se reprodutível, com maior desvio obtido igual a 0,25%, apresentou linearidade com a dose, e mostrou-se independente da taxa de dose. Diferenças para os fatores output foram encontradas (<6%), entretanto, medidas para casos clínicos asseguram que suas características permitem que o mesmo seja utilizado na verificação da dose em IMRT. Sua utilização em conjunto com o Octavius Phantom mostrou baixa dependência angular (<1,2%).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Gonçalves, L. R., Habitzreuter, Ângela B., Santos, G. R., Watanabe, Érica Y., Silva, M. A., Menegussi, G., & Rodrigues, L. N. (2015). Caracterização dosimétrica do dosímetro PTW Seven29 e Octavius Phantom para controle de qualidade em IMRT. Revista Brasileira De Física Médica, 6(3), 125-128. https://doi.org/10.29384/rbfm.2012.v6.n3.p125-128
Seção
Artigo Original