Uma metodologia para verificação dosimétrica in vivo em radioterapia estereotáxica

  • Leonardo L. Amaral
  • Harley F. Oliveira
  • Leandro R. Fairbanks
  • Patrícia Nicolucci
  • Thomaz G. Netto

Resumo

Radioterapia de lesões cerebrais próximas a estruturas críticas necessita de uma alta exatidão na localização e dose. A alta precisão na localização é obtida por meio dos aparatos estereotáxicos. O rigor na liberação da dose deve ser acompanhado por um preciso controle da qualidade nos aparelhos que envolvem a prática, porém, ainda não garante a dose no momento da terapêutica. O grande número de campos e a pequena dimensão deles dificultam os métodos convencionais de dosimetria no momento do tratamento. O objetivo deste trabalho foi desenvolver uma metodologia de verificação dosimétrica in vivo em radioterapia estereotáxica, com auxilio de filme radiocrômico no Acelerador Linear com colimadores Moduleaf. A técnica utiliza segmentos de filme radiocrômico Gafchromic EBT2, com dimensões de 1x1 cm2 , acoplados na área externa ao micromultileaf Moduleaf da Siemens. Esses filmes foram inseridos na região do eixo central do feixe. Os filmes foram calibrados e irradiados para obtenção dos fatores que determinam a dependência dosimétrica da dimensão do campo. Com estes dados, foi elaborado um programa computacional, o qual calcula a densidade relativa que um filme deve adquirir quando submetido a uma exposição nesta configuração. Neste estudo foram avaliados cinco planos não coplanares, o primeiro com 15 campos e os outros com 25 campos. Antes de iniciar o procedimento, o segmento de filme é acoplado ao aparelho e, após a execução do tratamento, a densidade relativa é avaliada e comparada com a calculada. O valor médio da verificação dosimétrica no momento da irradiação, comparado com o calculado pela planilha, foi de 1,5%. Os dados coletados neste estudo apresentaram uma concordância satisfatória entre o calculado pelo programa e o medido no densitometro. Desta forma, foi desenvolvida uma metodologia para verificação dosimétrica in vivo em radioterapia estereotáxica com acelerador linear e colimadores Moduleaf.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Amaral, L. L., Oliveira, H. F., Fairbanks, L. R., Nicolucci, P., & Netto, T. G. (2015). Uma metodologia para verificação dosimétrica in vivo em radioterapia estereotáxica. Revista Brasileira De Física Médica, 6(3), 129-132. https://doi.org/10.29384/rbfm.2012.v6.n3.p129-132
Seção
Artigo Original