Avaliação do impacto visual da padronização de imagens mamográficas digitais por ajuste de contraste

  • Bruno Roberto N. Matheus
  • Luciana B. Verçosa
  • Homero Schiabel

Resumo

Para usar esquemas CAD em imagens mamográficas é de crucial importância garantir a qualidade da imagem, mas o processo de digitalização altera a imagem e pode provocar erros. Neste trabalho, avaliamos o uso de um método de padronização de imagens mamográficas, digitalizadas por ajuste de contraste, na avaliação visual de um especialista. O método tenta corrigir o contraste da imagem, de modo a obter uma imagem digital o mais próxima possível da imagem em filme. Testes em CAD mostraram que o método reduz consideravelmente casos de falsos-positivos. No caso da avaliação visual, testamos com dois digitalizadores: Lumiscan 50 e Lumisys 200. No Lumiscan 50, o uso do método não é recomendado, porque a curva característica é próxima da curva do filme; já no Lumisys 200, os resultados foram de melhora em 86% das imagens testadas. Estes testes iniciais mostram que o uso do método deve ser analisado para cada digitalizador, mas pode melhorar consideravelmente a imagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Matheus, B. R. N., Verçosa, L. B., & Schiabel, H. (2015). Avaliação do impacto visual da padronização de imagens mamográficas digitais por ajuste de contraste. Revista Brasileira De Física Médica, 6(3), 179-182. https://doi.org/10.29384/rbfm.2012.v6.n3.p179-182
Seção
Artigo Original