Verificação de planejamentos de RapidArcTM com algoritmo AAA usando um fantoma heterogêneo 3D

Autores

  • Cássia Trindade
  • Leonardo P. Silva
  • Roberto S. Souza
  • Delano V. L. Batista
  • Laís P. Martins
  • Maíra R. Santos
  • Paulo L. Garcia

DOI:

https://doi.org/10.29384/rbfm.2013.v7.n3.p123-128

Resumo

Novas tecnologias vêm sendo desenvolvidas para a melhoria da verificação da garantia de qualidade dos planejamentos com feixes modulados. Uma alternativa para os altos custos de equipamentos de dosimetria foi desenvolver um fantoma 3D, utilizando TLDs e filme radiocrômico, projetado pelo Programa de Qualidade em Radioterapia (PQRT) do INCA. Os cálculos foram feitos usando o algoritmo AAA, com correção de heterogeneidade, inserindo assim, diversas heterogeneidades no volume deste fantoma. Realizaram-se cinco irradiações correspondente aos planejamentos realizados com RapidArcTM, uma vez que o fantoma foi tomografado para otimização. A proposta do trabalho é a verificação 3D da distribuição de dose gerada no fantoma heterogêneo. O desvio médio encontrado no volume alvo planejado foi menor que ±5%. Já para as outras heterogeneidades a dispersão dos resultados ficou mais elevada, o desvio pontual máximo obtido, por exemplo, na heterogeneidade correspondente à bexiga foi de 7,41%. O desvio padrão máximo encontrado para dois casos foi em torno de 9% para a heterogeneidade do alvo e de 11% entre as demais heterogeneidades. O fantoma pode se tornar um equipamento interessante para verificação de planejamentos com RapidArcTM, porém são necessárias maiores estatísticas para se obter melhores resultados para as análises das distribuições de dose.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Trindade, C., Silva, L. P., Souza, R. S., Batista, D. V. L., Martins, L. P., Santos, M. R., & Garcia, P. L. (2015). Verificação de planejamentos de RapidArcTM com algoritmo AAA usando um fantoma heterogêneo 3D. Revista Brasileira De Física Médica, 7(3), 123–128. https://doi.org/10.29384/rbfm.2013.v7.n3.p123-128

Edição

Seção

Artigo Original