Estudo comparativo de planejamento entre IMRT sliding window e RapidArcTM para tumores de cabeça e pescoço

  • Leonardo P. Silva
  • Marília B. Lima
  • Guilherme R. Bittencourt
  • Anne Caroline M. Ferreira
  • Delano V. S. Batista

Resumo

Este trabalho teve como objetivo avaliar a técnica de RapidArc (RA) no tratamento de tumores de cabeça e pescoço, e comparar os resultados de tratamentos com intensidade modulada de radiação em radioterapia (IMRT) no Instituto Nacional de Câncer (INCA). Carcinomas de cabeça e pescoço têm um histórico natural com relativa expansão para outros sítios, especialmente em estadiamento avançado. Tratamentos mais rápidos, com uma melhor cobertura do Volume de Tratamento Planejado (PTV) e poupando mais órgãos de risco (ORs) se fazem necessários e trazem um impacto clínico melhor. Dez pacientes com câncer de cabeça e pescoço, planejados com IMRT, foram replanejados utilizando a técnica de RA. Alguns índices dosimétricos foram calculados para as duas técnicas, com a intenção de verificar qual delas, ao mesmo tempo, promoveria uma cobertura maior do PTV e preservaria mais tecidos sadios. Em termos de cobertura, os índices encontrados foram semelhantes. Quanto às doses entregues aos ORs, o RA se mostrou mais eficiente. A quantidade de unidades monitor (UM), quantidade de campos e tempos de tratamentos estimados são menores do que na técnica de IMRT. Por fim, concluiu-se que a técnica de RA se mostra bem promissora, diminuindo o tempo de tratamento, reduzindo a dose média e máxima nos ORs e conformando o alvo semelhantemente à técnica de IMRT.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Silva, L. P., Lima, M. B., Bittencourt, G. R., Ferreira, A. C. M., & Batista, D. V. S. (2015). Estudo comparativo de planejamento entre IMRT sliding window e RapidArcTM para tumores de cabeça e pescoço. Revista Brasileira De Física Médica, 6(3), 137-140. https://doi.org/10.29384/rbfm.2012.v6.n3.p137-140
Seção
Artigo Original