Avaliação do contraste-detalhe em sistemas digitais de equipamentos de hemodinâmica.

  • Michel Felipe Franco Francisco Universidade Federal de São Paulo
  • Renata Beatriz Ferraz de Camargo Íon Consultoria em Radioproteção e Radiações Ionizantes Ltda
  • Tomie Hirayama Íon Consultoria em Radioproteção e Radiações Ionizantes Ltda
  • Itamar Grochowski Rocha Íon Consultoria em Radioproteção e Radiações Ionizantes Ltda
  • Silvio Ricardo Pires Universidade Federal de São Paulo
Palavras-chave: Hemodinâmica, radiologia intervencionista, contraste-detalhe, limiar de contraste, índice de qualidade, hemodinâmica.

Resumo

Há uma preocupação constante dos profissionais da área sobre a qualidade da imagem (QI) gerada por equipamentos de hemodinâmica. Para garantir essa qualidade é necessário que os equipamentos passem por testes de qualidade de imagem, sendo um desses o teste de contraste-detalhe. Com isso, esse trabalho tem como objetivo o desenvolvimento de um protocolo para contribuir na tomada de decisões do físico médico para a análise do contraste-detalhe em equipamentos de hemodinâmica utilizando o dispositivo de teste da Leeds Test Objects, o TO20. Os procedimentos de aquisição e análise das imagens desenvolvidos por esse trabalho foram aplicados em um equipamento de hemodinâmica (Philips – Azurion Clarity IQ) no momento de aceite e após seis meses de sua instalação. Por meio dessas análises, obtivemos o valor do índice de qualidade Q igual a 1,028 e o valor do índice de qualidade normalizado Qn igual a 1,063. Em relação aos valores obtidos, o detector de imagem em análise encontra-se em conformidade com o esperado de acordo com os níveis de desempenho adotado. O teste de contraste-detalhe apresentado demonstra ser uma ferramenta útil no auxílio de tomadas de decisões nos laudos técnicos de desempenho dos equipamentos intervencionistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

DANCE, D.R.; CHRISTOFIDES, S.; MAIDMENT, A.D.A.; MCLEAN, I.D.; NG, K.H. Diagnostic radiology physics: a handbook for teachers and students. Vienna, International Atomic Energy Agency, 2014.

JAMES, A.E.; PERRY, S.; WARNER, S.E.; CHAPMAN, J.E.; ZANER, R.M. The diffusion of medical technology: free enterprise and regulatory models in the USA. Journal of Medical Ethics, v. 17, n. 3, p. 150-155, 1991.

Roberto Contreras Pitorri Tese de mestrado: Avaliação da qualidade da imagem e taxa de exposição na cardiologia intervencionista. Tese de mestrado: Universidade de São Paulo, p. 43, 2013.

GOTTSCHALL, C.A.M. 1929-2009: 80 anos de cateterismo cardíaco – uma história dentro da história. Revista Brasileira de Cardiologia Invasiva, v. 17, n. 2, p. 246-268, 2009.

D J GALLACHER, A MACKENZIE, S BATCHELOR, J LYNCH, J E SAUNDERS. Use of a quality index in threshold contrast detail detection measurements in television fluoroscopy. The British Journal of Radiology, v.76, p. 464–472, 2003.

C. Walsh, D. Gorman, P. Byrne, A. Larkin, A. Dowling and J. F. Malone. QUALITYASSURANCE OF COMPUTEDAND DIGITAL RADIOGRAPHY SYSTEMS. Radiation Protection Dosimetry, v. 129, n. 1–3, p. 271–275, 2008.

Leds test objects. “User manual TO20”, 2011.

Cowen AR, Clarke OF, Coleman NJ, et al. Leeds X-ray Test Objects Instruction Manual, Leeds: FAXIL, The General Infirmary, v.4, 1992.

International Atomic Energy Agency. "Quality Assurance Programme for Digital Mammography." Vienna, 2011.

Sociedad Española de Física Médica, Sociedad Española de Protección Radiológica, Sociedad Española de Radiología Médica. Protocolo Español de Control de Calidad en Radiodiagnóstico. Madrid: Senda Editorial, S.A., 2011.

American Association of Physicists in Medicine . "Acceptance Testing and Quality Controlof Photostimulable Storage Phosphor Imaging Systems." 2006.

Leds test objects. “User manual TOR 18 FG”, 2014.

Leds test objects. “User manual TO10”, 2014.

Ministério da Saúde. "Portaria SVS/MS nº453." Brasília, 1998.

Publicado
2020-01-21
Como Citar
Francisco, M. F. F., de Camargo, R. B. F., Hirayama, T., Rocha, I. G., & Pires, S. R. (2020). Avaliação do contraste-detalhe em sistemas digitais de equipamentos de hemodinâmica. Revista Brasileira De Física Médica, 14, 556. https://doi.org/10.29384/rbfm.2020.v14.19849001556
Seção
Artigo Original