Mapeamento de Intensidade da Pulsação Sanguínea por Vídeo

  • Pedro Borges Universidade de São Paulo
  • George Cunha Cardoso
Palavras-chave: frequência cardíaca, mapeamento da circulação sanguínea, perfusão sanguínea, processamento de vídeo.

Resumo

Neste estudo medimos a frequência cardíaca de forma não invasiva, remota e passiva e determinamos um mapa da atividade de pulsação sanguínea numa região de interesse (ROI) da pele. A ROI utilizada foi o antebraço de um voluntário. O método utiliza uma câmera de vídeo comum e luz visível no processo de aquisição do vídeo com duração de menos de 1 minuto. A frequência cardíaca média encontrada teve erro em torno de 1 batimento por minuto (BPM) em relação a uma medida simultânea usando pletismografia de lóbulo de orelha. A partir dos sinais extraídos das imagens de vídeo, determinamos um mapa da intensidade da pulsação sanguínea na superfície da pele. Apresentamos detalhes experimentais e de processamento dos sinais, assim como limitações da técnica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-12-31
Como Citar
Borges, P., & Cardoso, G. C. (2016). Mapeamento de Intensidade da Pulsação Sanguínea por Vídeo. Revista Brasileira De Física Médica, 10(2), 34-38. https://doi.org/10.29384/rbfm.2016.v10.n2.p34-38
Seção
Artigo Original