Levantamento da curva CT-to-ED para CBCT e seu uso na estimativa de dose em tratamento radioterápico de próstata

  • Amanda Filippini Meletti Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP)
  • Cristiane Barsanelli Instituto de Câncer do Estado de São Paulo, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
  • Victor Augusto Bertotti Ribeiro Instituto de Câncer do Estado de São Paulo, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
  • Paulo De Tarso Dalledone Siqueira Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares
  • Hélio Yoriyaz Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares
  • Julian Marco Barbosa Shorto Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares
  • Maira Goes Nunes Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares
Palavras-chave: Radioterapia, CBCT, CT-to-ED, IGRT, próstata

Resumo

A fim de estimar a dose em pacientes em tratamento radioterápico de próstata, foi levantada a curva CT-to-ED para o sistema kv-CBCT XVI da Elekta e aplicado um método de sua correção para a região específica da pelve. O levantamento da curva foi feita por meio dos fantomas CatPhan® 503 e CIRS Pelvic e, para a sua correção, foram utilizadas as imagens de CBCT de 8 pacientes selecionados. A curva foi validada por meio de comparações entre a qualidade dos planejamentos calculados na Tomografia de Referência e na Tomografia de Feixe Cônico. Foram avaliados os histogramas de dose-volume (DVHs) e as distribuições de dose pelo critério gama – 3% e 3mm nos casos VMAT e 2% e 2mm nos 3D. Após a correção da curva, a diferença do cálculo da dose entre a CBCT e a CT de referência diminuiu, em média, de 4,7%±0,8% para 1,7%±1,1% nos planejamentos VMAT e de 3,2%±1,7% para 1,9%±1,6% nos planejamentos 3D. As aprovações nas análises gama subiram, em média, de 80,6%±3,5% para 99,1%±0,5% (VMAT) e de 84,3%±4,2% para 98,9%±1,0% (3D). Uma vez garantida a acurácia do cálculo na CBCT, a curva pode ser utilizada para verificar se a dose diariamente entregue ao paciente condiz com aquela que foi planejada e, caso contrário, ele pode ser beneficiado de replanejamento (e de compensação da dose) nas frações remanescentes de seu tratamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Filippini Meletti, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP)

Estudo realizado no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP), durante período de residência multiprofissional em Física Médica da Radioterapia.

Referências

Qingrong Jackie Wu et al, Adaptive Radiation Therapy, Technical Components and Clinical Aplications – The Cancer Journal 2011;17:182-189

Johan Renström, Evaluation of the Elekta Synergy concept for patient positioning in image guided radiotherapy, Medical Radiation Physics Clinical Sciences, Lund Lund University, 2005.

Anne Richter et al, Investigation of the usability of conebeam CT data sets for dose calculation – Radiation Oncology, 3:42, 2008. Disponível em http://www.ro-journal.com/content/3/1/42

Tadanori Abe et al, Method for Converting Cone-Beam CT Values into Hounsfield Units for Radiation Treatment Planning – Int. J. of Medical Physics, Clinical Engineering and Radiation Oncology, 2017, 6, 361-375.

Qiuwen Wu, Jian Liang and Di Yan, Application of dose compensation in image-guided radiotherapy of prostate cancer – Phys. Med. Biol. 51 (2006) 1405–1419

Mathilda van Zijtveld, Maarten Dirkx and Ben Heijmen, Correction of conebeam CT values using a planning CT for derivation of the ‘‘dose of the day’’ – Radiotherapy and Oncology 85 (2007) 195–200

Elekta, Application Training Guide – XVI R3.5&4.0 – Document Number 4513 370 2171 02

Cheng B. Saw et al, Determination of CT-to-density conversion relationship for image-based treatment planning systems – Medical Dosimetry, Vol 30, No 3. pp.145-148, 2005. Disponível em https://www.meddos.org/article/S0958- 3947(05)00098-1/fulltext

Wang et al, Using corrected Cone-Beam CT image for accelerated partial breast irradiation treatment dose verification: the preliminary experience – Radiation Oncology 2013 8:214

Publicado
2020-12-21
Como Citar
Filippini Meletti, A., Barsanelli, C., Bertotti Ribeiro, V. A., Dalledone Siqueira, P. D. T., Yoriyaz, H., Barbosa Shorto, J. M., & Goes Nunes, M. (2020). Levantamento da curva CT-to-ED para CBCT e seu uso na estimativa de dose em tratamento radioterápico de próstata. Revista Brasileira De Física Médica, 14, 574. https://doi.org/10.29384/rbfm.2020.v14.19849001574
Seção
Artigo Original