Estudo sobre quantificação e classificação dos tecidos biológicos em imagens tomográficas a partir de histogramas

Autores

  • Rafael T. F. Souza
  • Diana R. Pina
  • Altamir S. Teixeira
  • Ney Lemke
  • Joel Mesa Hormaza
  • Matheus Alvarez

DOI:

https://doi.org/10.29384/rbfm.2010.v4.n2.p19-22

Resumo

Foi proposto um algoritmo para a determinação da espessura equivalente de tecidos biológicos pela remoção de gaussianas de histogramas. Esse algoritmo classifica os diferentes tecidos biológicos por meio de histogramas, construídos a partir de exames tomográficos no formato DICOM, e calcula a espessura média desses tecidos. Os resultados encontrados mostraram-se coerentes com a literatura, apresentando discrepâncias de até 21,6% relativas ao tecido ósseo, analisado para o fantoma antropomórfico (RANDO). Esses resultados permitem a utilização dessa metodologia em tecidos vivos, para a construção de fantomas homogêneos de tórax, de pacientes recém-nascidos e lactentes, que serão usados posteriormente no processo de otimização de imagens radiográficas pediátricas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Souza, R. T. F., Pina, D. R., Teixeira, A. S., Lemke, N., Hormaza, J. M., & Alvarez, M. (2015). Estudo sobre quantificação e classificação dos tecidos biológicos em imagens tomográficas a partir de histogramas. Revista Brasileira De Física Médica, 4(2), 19–22. https://doi.org/10.29384/rbfm.2010.v4.n2.p19-22

Edição

Seção

Artigo Original

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)