Verificação das etapas de registro e delineamento em planejamentos de radiocirurgia estereotáxica

Autores

  • Laura Furnari Instituto de Radiologia, InRad – Setor de Radioterapia, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo https://orcid.org/0000-0002-4039-1152
  • Ana Paula Vollet Cunha Instituto de Radiologia, InRad – Setor de Radioterapia, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo https://orcid.org/0000-0001-8346-7519
  • Caroline Zeppelin dos Santos Emiliozzi Instituto de Radiologia, InRad – Setor de Radioterapia, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
  • Caroline Castilhano Sampaio Instituto de Câncer do Estado de São Paulo https://orcid.org/0000-0002-3270-4112
  • Carlos Eduardo Bravin Maistro Instituto de Radiologia, InRad – Setor de Radioterapia, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
  • Marcus Vinicius Saad de Paula Rodrigues Instituto de Radiologia, InRad – Setor de Radioterapia, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
  • Victor Augusto Bertotti Ribeiro Instituto de Radiologia, InRad – Setor de Radioterapia, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.29384/rbfm.2022.v16.19849001695

Palavras-chave:

radiocirurgia estereotáxica; registro de imagens; delineamento; StereoPHAN; controle da qualidade.

Resumo

Alguns requisitos mínimos no processo da garantia da qualidade são necessários para a realização de tratamentos especiais, como a radiocirurgia estereotáxica (RC). Dentre alguns pontos de atenção, é possível citar: dosimetria de campos pequenos; validação do sistema de planejamento computadorizado (SPC); avaliação dos sistemas de IGRT; treinamento das equipes envolvidas; testes de ponta a ponta; definição dos controles da qualidade periódicos, entre outros. O objetivo desse trabalho, portanto, foi verificar as etapas de aquisição de imagens, registro e delineamento de estruturas em um planejamento de radiocirurgia, trazendo maior segurança ao processo. Foram adquiridas e inseridas no SPC iPlan as seguintes imagens do objeto simulador StereoPHAN da Sun Nuclear: de tomografia computadorizada, de ressonância magnética nuclear e imagens planares obtidas em um equipamento destinado a exames de angiografia. As imagens foram inspecionadas visualmente e quantitativamente, através de métricas, como o erro do registro-alvo (TRE), a avaliação das dimensões das cavidades internas do objeto simulador e as variações entre as bordas dos volumes delineados nas diferentes séries de imagens. Os resultados mostraram-se satisfatórios para a análise do TRE, sendo menor que o tamanho de um voxel no processo de fusão, a sobreposição do delineamento das esferas, não apresentou diferença nas bordas maior que 1 mm, porém os volumes calculados mostraram-se superiores para as esferas menores quando delineadas utilizando as imagens planares. Este fato está relacionado com o baixo contraste das imagens planares obtidas, fazendo com que o delineamento fosse um pouco maior que o esperado. Conclui-se, portanto, que o SPC utilizado apresenta-se íntegro e adequado para os processos testados em RC e o objeto simulador SteroPHAN contribuiu para uma verificação independente, mesmo a instituição já tendo controles estabelecidos de controle da qualidade para a prática de RC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laura Furnari, Instituto de Radiologia, InRad – Setor de Radioterapia, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Física / Subárea: Controle de qualidade em radioterapia.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Física / Subárea: Física Médica/Especialidade: Dosimetria das Radiações Ionizantes.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Física / Subárea: Física Médica/Especialidade: Radioterapia.

Referências

Schell, M.C. et al. Stereotactic Radiosurgery: AAPM Report No 54. Radiation Therapy Committee Report of Task Group 42, USA, June 1995.

Halvorsen, P. H. et al. AAPM-RSS Medical Physics Practice Guideline 9.a. for SRS-SBRT. J. Appl. Clin. Med. Phys., v. 18, n. 5, p. 10-21, 2017.

Smith, K. et al. AAPM Medical Physics Practice Guideline 8.a.: Linear accelerator performance tests. J. Appl. Clin. Med. Phys., v. 18, n. 4, p. 23-39, 2017.

Klein, E. E. et al. Task Group 142 report: Quality assurance of medical accelerators. Med.Phys., v. 36, n. 9, set. 2009.

Furnari, L. e Colaboradores. Controle da qualidade em radioterapia. 2ª Ed. São Paulo, Brasil (2021).

American Association of Physicist in Medicine (AAPM). Radiation Therapy Committee Task Group 132 Use of image registration and fusion algorithms and techniques in radiotherapy. Med. Phys., v. 44, n. 7, 2017.

Downloads

Publicado

2022-12-30

Como Citar

Furnari, L., Vollet Cunha , A. P., Zeppelin dos Santos Emiliozzi, C., Castilhano Sampaio, C., Bravin Maistro, C. E., Saad de Paula Rodrigues, M. V., & Bertotti Ribeiro, V. A. . (2022). Verificação das etapas de registro e delineamento em planejamentos de radiocirurgia estereotáxica. Revista Brasileira De Física Médica, 16, 695. https://doi.org/10.29384/rbfm.2022.v16.19849001695

Edição

Seção

Artigo Original

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>